Friday, August 15, 2008

Intensa

Se for para emocionar, eu choro
Se for para sorrir, gargalho
Se for para brigar, não fica barato

Se me magoar, perdôo
Se me arrepender, "desculpe"
Se for para escrever, divago
Se for para dançar, sacolejo
Se for para ler, me deito
Para jogar charme, olho

Se der vontade, "eu te amo"
Se for para partilhar, eu chamo
Para abraçar, deleito
Para banhar, calculo
Para amar, eu pulo

Se for para xingar, encho a boca
Para elogiar, também
Se for para cantar, me isolo
Se precisar de apoio, amém!

Se for pra ser profissional, total
Se for pra ser amigo, incondicional
Para dançar na chuva, alegria
Para um bom almoço, companhia

Se for para ser, que eu seja
Se for para escrever, eu ajo
Se quero conhecer, viajo.

3 comments:

Gomez said...

Garota de sangue latino...ótima berinja, é puro você!

Skanley said...

Sempre profunda, sempre intensa, sempre doce, sempre pimenta. Assim é a sua poesia, assim são seus caminhos, assim sempre assim é a sua imagem cravada em mim.
Linda poesia... Bjss

:J Borre said...

Ai, Dudu, como sinto sua falta, meu amigo... Como estará você nesse outro lado?